VÍDEO AULAS

PARA ASSISTIR AULAS DE: VIOLÃO; GUITARRA; TECLADO E BAIXO, VÁ NOS MARCADORES: DICAS

Curiosidades: Grandes compositores: L.V.Beethoven


By Jeffão Peres
Uma breve e resumida história dos 
grandes mestres da música
Mesmo aquele que não tem muita afinidade ou 
realmente não gosta de Música Clássica, já cantarolou, 
ou assobiou, célebres composições como: 
Ode to joy ( 9° Sinfonía), 5° Sinfonia ou ainda Por Elise
Essas e muitas outras composições são daquele que para 
muitos é o mais popular compositor clássico: Ludwing Van
Beethoven.
Nascido em Bonn, Alemanha em 1770. 
O dia de seu nascimento não é preciso, mas por um 
documento que diz que foi batizado em 17 de Dezembro,
acreditam que deva ter nascido um ou dois dias antes desta
data.
Com apenas cinco anos começou a ter aulas de música com 
o pai, Johann Van Beethoven.
Ao perceber que no menino havia um dom extraordinário, o pai
vê a possibilidade de tornar o filho um prodígio, assim como  
Mozart, e com isso resolver seus problemas financeiros.
Com sete anos de idade, Ludwing era apresentado em concertos
públicos como se tivesse quatro. Apesar do notório virtuosismo
do menino, o plano de seu pai acaba não dando certo.
Mas a fama de excelente instrumentista e grande potencial
como compositor começam a correr, e com apenas doze 
anos de idade, o próprio príncipe ordena que ele seja contratado
pela Corte, onde passa a ser um dos solistas. 
A partir dai, começa a ter contato com grandes instrumentistas e
compositores da época, o que faz aumentar seu conhecimento
sobre todas as vertentes musicais.
Em 1792 vai para Viena estudar com o já consagrado Haydn.
Dois anos depois acontece o encontro de dois dos maiores
gênios da música.
Ludwing se encontra com Mozart em Viena.
Esse contato, no entanto, duraria pouco. Ludwing precisa 
voltar para Bonn, pois sua mãe, e logo depois sua irmã falecem.
Mas só em 1798 teve inicio o drama que se converteria na 
grande tragédia da vida de Ludwing: o compositor verificou 
os primeiros sinais que sua audição diminuía. Estava ficando
surdo.
Seu temperamento, que já não era dos melhores, vai se 
tornando cada vez mais difícil e atribulado, conforme o 
assombro da surdez aumenta. 
Por mais que fizesse de tudo para esconder a doença, a 
melancolia e uma certa revolta interior por perder o que era 
de mais precioso, a audição, passaram a ser perceptíveis,
e as pessoas começaram a perceber que algo estava estranho
com o músico.
Não era raro ver Ludwing andando pela cidade, de cabelos 
despenteados, com total desapego material, com um caderninho
onde hora ou outra fazia anotações.
Mas a ausência de som não cessou ou diminuiu a genealidade
do compositor. Pelo contrário, apesar de no período da sua  
surdez ter composto menos, muitos consideram que a 
qualidade da sua música inegavelmente melhorou. Bem, se isso 
era possível.
Alguns pensam que o fato da ausência do som, fez com que 
Ludwing fosse buscar inspiração em sentimentos e sensações 
que ele só descobriu ou conseguiu explorar, depois da surdez.
Em 26 de março de 1827, morre Ludwing Van Beethoven.
Sua ampla obra inclui várias Sonatas, Quartetos para cordas,
Missas, Sinfonias e muitas outras grandes composições.